Distribuição Homepage Newsletter

Maioria dos retalhistas não retira valor dos dados disponíveis em tempo real

Por a 22 de Dezembro de 2015 as 12:10
consumer_information

consumer_informationA empresa de soluções tecnológicas SAP e a Oxford Economics juntaram pesquisas para analisar a situação atual do setor do retalho e como as empresas tiram partido da informação que têm ao dispor para otimizarem o negócio.

Citados pela Inforetail, os relatórios mostram que, apesar das vendas online ainda representarem uma pequena percentagem das receitas totais dos retalhistas multicanal, as operações digitais crescem nos “próximos dois anos”.

Apesar de incontornável para se sobreviver no futuro do setor, neste momento a expansão online é o segundo motor de crescimento, a seguir à expansão física, para 60% dos retalhistas. Além destas, consideram que o marketing e as vendas digitais ocupam um lugar de destaque na evolução da empresa.

A informação retirada das vendas online está, no entanto, a permitir aos retalhistas conhecerem melhor os hábitos de consumo dos clientes e oferecer-lhes experiências do compra personalizadas. Neste sentido, 66% dos inquiridos analisa os dados obtidos com fontes internas e externas para tomar as decisões de negócio em tempo real e 59% desenvolve ações de marketing com base na informação que recebem sobre os clientes.

Mas apenas 37% dos retalhistas diz ser capaz de retirar valor dos dados na hora de definir a sua estratégia para o cliente e só 38% considera que a sua estratégia está a evoluir de forma necessária para tirar o máximo proveito da informação disponível em tempo real.

O retalhista deve saber como otimizar o valor da informação que tem disponível para tomar as melhores decisões em aspetos como, por exemplo, a disposição dos produtos em loja, a experiência de compra online e a realização de promoções personalizadas.

A transição para a digitalização dos negócios, tanto na gestão das operações como na experiência do cliente, faz parte do futuro do setor e a estratégia para assegurar a manutenção e crescimento da empresa no mercado deve conciliar os canais físico e digital.

Mais de três quartos dos inquiridos afirma que atualmente a integração online dos canais é um ponto chave para a experiência de compra. No mesmo sentido, 53% destaca a importância da integração mobile.

 

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *