Consumo FMCG Homepage Newsletter

Crise na Grécia afeta disponibilidade dos europeus para comprar

Por a 21 de Julho de 2015 as 10:00
austeridade_crise

crise.jpgAs negociações prolongadas entre a Grécia e os seus credores e a crise entre a Rússia e a Ucrânia influenciaram as expectativas económicas dos consumidores na maioria dos países europeus, durante o segundo trimestre deste ano, segundo uma sondagem da GfK realizada em 15 países europeus.

A crise na Grécia definiu, em grande medida, a disponibilidade para comprar dos consumidores europeus no segundo trimestre deste ano, resultando na estagnação ou diminuição das expetativas económicas em muitos países. Por altura da realização da sondagem, nas primeiras duas semanas de junho, as negociações entre a Grécia e os seus credores atingiam progressivamente o seu ponto mais alto.

“Por conseguinte, o culminar provisório – o fracasso das negociações, a bancarrota real do país, o fecho da banca grega e o referendo – não está refletido nesta sondagem. Acredita-se, por isso, que as expetativas dos europeus, sobretudo nos países da União Monetária, possa vir a deteriorar-se significativamente ao longo do verão. Isto aplica-se, em particular, a países como a Alemanha, Itália, França e Espanha, que ou suportam uma percentagem elevada da dívida grega ou enfrentam também eles uma situação económica difícil”, revela o estudo.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *