Distribuição Homepage Newsletter

Grupo Dia aposta na “proximidade” em Portugal. Vendas caem 7,2% em 2014

Por a 24 de Fevereiro de 2015 as 9:00
minipreco.jpg

Na apresentação de resultados relativos a 2014, o grupo Dia revelou que as vendas em Portugal caíram 7,2%. O grupo prevê consolidar o conceito “Minipreço Market” em 2015 e investir no formato Maxi para o mercado português.

Leia também: Dia cresce 9,9% em 2014 com aposta em mercados emergentes 

O grupo Dia fechou as contas ao ano de 2014 e apresentou os resultados no dia 23 de Março em Madrid. O grupo está a pensar abrir mais lojas em Portugal em 2015, mas não revelou onde nem quando. O último ano terminou com um volume de 876, 100  milhões de euros em vendas para a cadeia em Portugal, que levou ao decréscimo de 0,8% para o total da Península Ibérica, subtraindo o crescimento de 0,4 das vendas em Espanha. 

O mercado ibérico cresceu com 13% mais lojas do grupo Dia em 2015, apesar de em Portugal não terem ocorrido novas aberturas. O grupo está a renovar as lojas portuguesas, para “reforçar o conceito de proximidade”, com mais artigos e serviços em loja, pretendendo inclusivamente aumentar o número de espaços. Continuar a expandir a rede de franquias, que representa 54,4% do negócios, está entre os projectos, segundo o Conselheiro Delegado do Grupo Dia, Ricardo Currás. “As relações com os franquiados portugueses vão beneficiar de novas garantias e condições”, criadas ainda este ano, garante o responsável.

A empresa, que no ano passado atingiu as 3000 franquias, tornando-se a “primeira empresa franquiadora de Espanha e a décima a nível mundial”, pretende instalar o conceito “Minipreco Market” em 600 lojas portuguesas. Até ao final do ano, a fachada vermelha, que representa a marca, cai e as lojas portuguesas passam a verde.

As queixas dos franquiados do Minipreço, ocorridas em Portugal no último ano, Currás justifica que o país possui  “um mercado mais fragmentado que o espanhol e com uma maior competição de preços”, pelo que a empresa pretende criar uma melhor oferta, não só para negociantes como também para os consumidores nacionais.

A estratégia adoptada passa por “criar melhores margens” e “facilidades para a exploração de lojas” para os franqueados, além de uma melhor oferta comercial, derivada da renovação dos espaços e conceito Minipreço. O grupo prevê lançar mais 150 produtos em 2015, depois de, no ano passado, fazer chegar 70 novas referências ‘gourmet’ ao linear da cadeia, em Espanha e Portugal.

Currás revelou ainda que o grupo “tem um projecto para lançar o conceito Maxi em Portugal” e que, em Espanha, as aberturas vão privilegiar “localizações próximas das praias”.

Depois das aquisições no mercado espanhol, aumentar a proximidade e a conveniência com o cliente fazem parte da estratégia do grupo para o mercado português, estando “bastante satisfeito” com o resultado das franquias nos mercados internacionais, enquanto modelo comercial.

 

– O HIPERSUPER viajou até Madrid a convite do grupo Dia.

– A notícia, publicada no mesmo dia do evento, consta também na edição do dia 24 de Fevereiro. A republicação dá-se devido a motivos técnicos.

 

 

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *