Consumo Destaque FMCG Homepage Newsletter

27% dos lares sente dificuldade em comprar bens essenciais

Por a 5 de Fevereiro de 2013 as 21:40
crise

Um total de 27% dos lares portugueses sente dificuldades na compra dos bens essenciais de grande consumo, conclui um estudo da Kantar Worldpanel.

“Este valor é superior aos 18% de pobres” sinalizados pelo INE (Instituto Nacional de Estatística) em 2011, lê-se nas conclusões do estudo que revela como os consumidores estão a ajustar o consumo à actual conjuntura.

Estes são os lares mais impactados pela crise são constituídos por casais com filhos, que pertencem à classe média baixa e baixa e têm idades entre os 35 e 49 anos.

Uma outra classe de consumidores – os urbanos (pertencem às grandes metrópoles, à classe média e alta e são activos) que representam 57% dos lares nacionais, também estão a ajustar o consumo. “O novo padrão está focado nos produtos alimentares, frescos e take away” para reforçar as refeições em casa. “Estes consumidores urbanos estão a reduzir a compra de refrigerantes e iogurtes e todos os produtos que consideram não essenciais”.

Esta preocupação com a poupança transversal a todos os lares estende-se a todos os elementos da família. 89% dos lares envolve toda a família no controlo dos custos, revela o estudo.

Está a desenhar-se “um novo padrão de consumo, mais reflectido e racionalizado, que pode ser considerado o ‘novo normal’ a vigorar nos próximos anos”.

 

 

 

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *