Destaque Logística

ANTRAM propõe harmonização fiscal com Espanha

Por a 29 de Março de 2010 as 10:58
transporte-de-mercadorias-210.jpg

A Associação de Transportadores Públicos Rodoviários de Mercadorias (ANTRAM) pediu uma audiência ao Primeiro-Ministro para expor os problemas do sector, nomeadamente contestar a introdução de portagens nas SCUT (auto-estradas sem custos para o utilizador) e propor a harmonização fiscal com Espanha.

A associação entende que “a maioria das SCUT não tem alternativas adequadas ao tráfego que hoje passa nas SCUT. Não existindo alternativas, não faz sentido que estas sejam portajadas”, defendeu António Mousinho, presidente da entidade que reúne quatro mil associados, em declarações à Lusa.

A possibilidade de harmonizar o ISP com Espanha é outro dos assuntos que “está em cima da mesa e não foi tratado”.

A este propósito, António Mousinho disse que os “combustíveis estão novamente a aumentar assustadoramente sem razão aparente”.

“O barril [de brent] está a 80 dólares e todas as semanas os combustíveis tem vindo a aumentar. Já aumentaram cerca de oito% desde Dezembro”, acrescentou.

O presidente da ANTRAM afirmou que a associação solicitou a intervenção do primeiro-ministro, José Sócrates, porque o Ministério dos Transportes “não consegue ultrapassar a barreira dos ministérios do Trabalho e das Finanças”.

Quanto às ajudas de custo TIR (verba mensal atribuída aos transportadores que realizam serviço de transporte internacional), António Mousinho disse não existir ainda uma solução nesta matéria: “a lei que saiu no ano passado não vinha preparada no sentido de poder ser aplicada de forma objectiva e rápida”.

*Com Lusa

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *